• + 44 7448 115566
  • Victoria Avenue, EC2M 4NS, London
News Photo

Hollywood e a ditadura do corpo perfeito

Contra a ditadura do corpo perfeito, Matt resolveu vir à público para expor seu sofrimento e luta com sua imagem corporal desde quando era garoto até momentos cruciais em Hollywood.

Parece que o fato que marcou mais significativamente a relação do ator com o processo de transformação do corpo e com dieta foi quando Matt teve que aparecer sem camisa em uma cena da série Orange Is the New Black.

De acordo com o mesmo, seu corpo foi submetido á condições extremas para que este alcançasse o físico exigido.

Matt também relatou que durante a preparação para cena sem camisa, dobrou seu tempo na academia e adotou a desidratação, tendo como consequência o desenvolvimento de problemas psicológicos.

Relatou sempre estar irritado e triste e que a libido era praticamente “não-existente”; o que resultou em dificuldades com sua parceira na época.

Relatou também que chegou ao ponto de ter orgasmo e não ejacular.

O ator relata que, por conta da desidratação (estratégia usada por bodybuilders para que a definição muscular fique mais evidente), chegou a sonhar com água e que seu corpo não era capaz de manter a temperatura corporal.

Desidratação, caso feita sem orientação e preparo, pode resultar em problemas sérios de saúde (paro por aqui, pois essa parte do conhecimento não domino).

Com o nível de energia muito baixo, o ator relatou a dificuldade de pensar em outra coisa que não fosse a próxima refeição, se olhando no espelho várias vezes por dia (o que parece que se tornou uma obsessão pela perda de peso).

Matt vinha lutando com seu peso desde criança, quando sofria bullying por sua forma física.

O ator cresceu tentando a todo custo modificar sua forma física para que fosse aceito e recebesse afirmação das pessoas.

Sua imagem corporal foi prejudicada durante o desenvolvimento, resultando em problemas de autoestima e sentimentos de menos valia.

Imaginem trazer essas questões e se tornar um ator de Hollywood? A meu ver parece uma pressão imensa, que muitos não suportariam.

Após a famosa cena sem camisa nas telas fazer sucesso, o dono da academia disse para o ator que ele poderia ter estado mais definido ainda.

Matt concordou (o que demonstraram nessa fala que a insatisfação quanto a imagem corporal pode ser infinita).

Após chegar ao extremismo, 2 anos atrás o ator decidiu dizer adeus à cultura das dietas extremas e ganhou peso.

Com o ganho de peso, o ator relata hoje que já não é mais escalado para papéis em evidência.

Segundo o mesmo, ele está em paz, lutando para não ser identificado como “uma forma física apenas” e começou a engajar outras pessoas que lidam com “gordofobia” para lutar pelo fim da ditadura do corpo.

Matt vai muito além em seus relatos, que talvez podem ser paralelamente comparados com nossa realidade não-hollywoodiana.

Atletas (principalmente bodybuilders), pessoas que estão na mídia e outros que colocam pressão em si mesmos para alcançar ideais físicos podem sofrer dos mesmos problemas calados, no auge de suas dores, por medo de se expor ou parecer “fraco”.

Vale a pena ser gentil como todos que encontramos, pois não sabemos a batalha que cada um está lutando.

Que nossos olhares possam ver muito mais afundo do que a aparência externa e que cada um seja reconhecido por aquilo que é, sem pré julgamentos.

Caso tenha se identificado com conteúdos (parciais ou totais) do texto, procure ajuda.

Claramente você não é o único.

Artigo original: https://humanparts.medium.com/my-journey-toward-radical-body-positivity-3412796df8ff

Um abraço!

WhatsApp

Compartilhar Postagem

ingles portugues